1. Home
  2. Cloud Hosting
  3. Inodes – Cloud Hosting

Inodes – Cloud Hosting

O que são Inodes?

Imagine que João tem um site em WordPress, e lá, ele realiza as instalações e adiciona 6 plugins. Depois, ele carrega 20 fotos, ou seja, arquivos, e altera os dados. No exemplo das fotos, 20 fotos equivalem a 20 inodes. Caso João também salve seus e-mails no servidor, cada e-mail equivale a 1 inode. Consequentemente, o número de inodes vai crescendo e, dependendo do uso, facilmente você pode atingir o limite.

Para cada arquivo existe um inode, que é um número que armazena informações sobre o arquivo(arquivos dentro de seu ftp) relacionado. Essas informações, também conhecidas como Metadatas, são importantes para administração do arquivo. O inode guarda informações como permissões, tempo, grupo e proprietário do arquivo.

Problema com Inodes

O número total de Inodes e o espaço reservado para eles é definido quando o sistema de arquivos é criado pela primeira vez. O limite do Inode não pode ser alterado dinamicamente e cada objeto do sistema de arquivos deve ter um Inode.

Você pode enfrentar problemas referentes ao limite de inodes, por exemplo se você está criando muitos diretórios, links simbólicos e pequenos arquivos, ou se sua aplicação gera arquivos temporários que não são deletados posteriormente.

Diminuindo o uso de Inodes

A maioria das pessoas não necessariamente precisa estar familiarizada com os Inodes quando faz uso da sua hospedagem em circunstâncias normais, como: Site básico (institucional), sites que não se criam sessões, por exemplo.
A fim de evitar problemas com a limitação dos Inodes, você pode fazer uma limpeza de arquivos que não serão utilizados em sua aplicação.

Aqui estão algumas passos para reduzir o limite do número de Inodes:

Excluir arquivos e pastas desnecessários

Examine os arquivos e as pastas manualmente e decida se o arquivo é necessário ou não para o funcionamento do seu site. Caso o arquivo seja de um backup antigo ou se a pasta foi criada para fins de teste, você poderá baixar uma cópia para seu computador por FTP e depois remover o arquivo.

Limpar os arquivos de cache

A maioria dos CMS (CMS é um sistema que nos permite gerenciar conteúdos, WordPress, por exemplo) utilizam cache para reduzir o tempo de resposta e aplicação, criando um monte de arquivos de cache que podem aumentar o uso de Inodes. Por isso, é aconselhável ficar atento sobre as pastas de cache. Alguns deles possibilitam a opção de limpar cache automaticamente ou caso o CMS utilizado não forneça esta opção, você poderá configurar uma rotina no crontab para limpar estes arquivos periodicamente.

Consultando a quantidade de inodes

Primeiro, faça o acesso ao SSH com seus dados de FTP.

Assim que acessar, digite o comando abaixo:

df -i

Irá visualizar um resultado semelhante ao da imagem abaixo:

Na imagem, podemos observar a quantidade máxima de inodes, a quantidade utiliza, a quantidade disponível e a porcentagem de utilização.

Com essas informações,  é possível saber qual pasta está consumindo mais e assim, seguir com os ajustes necessários, exclusão de arquivos, aumento de espaço em disco, etc.

Atualizado em 29 de janeiro de 2019

Este artigo foi útil ?

Artigos relacionados